Carta de apresentação


O SECRETO MILAGRE DA POESIA

Sentimo-nos bem com seu contacto.
Disertamos sobre as suas maravilhas.
Auscultamos pequenas portas do seu mistério
e chegamos a perder-nos com prazer
no remoínho do seu interior.
Apercebemo-nos das suas fragilidades e manipulações.
Da sua extrema leveza.
Do silêncio de sangue e da sua banalização.

Excerto

in Rosa do Mundo

12 de junho de 2014

Lilás Carriço: Faz hoje um ano, amor


Faz hoje um ano, amor, que tu partiste,
Morrendo no meu  peito essa quimera
Que me trazia em plena Primavera
Nos longos meses de um Inverno triste.

Faz hoje um ano... Nem eu sei se existe
Alguma dor que seja mais sincera
Do que essa dor que, desde então, impera
Nesta alma que, terrível, destruíste.

No mundo de promessas confiei
E toda a ti, bem louca, me entreguei
Tal como a borboleta busca a luz.

Mas, na tristeza qual eu vivo agora,
Já não recordo como foi o outrora
E ao nada essa quimera me reduz.





Lilás Carriço
Brasil; Manaus
Portugal; Moimenta da Beira
in Labirinto da Vida
Editor: Porto Editora
photo by google
Enviar um comentário