Carta de apresentação


O SECRETO MILAGRE DA POESIA

Sentimo-nos bem com seu contacto.
Disertamos sobre as suas maravilhas.
Auscultamos pequenas portas do seu mistério
e chegamos a perder-nos com prazer
no remoínho do seu interior.
Apercebemo-nos das suas fragilidades e manipulações.
Da sua extrema leveza.
Do silêncio de sangue e da sua banalização.

Excerto

in Rosa do Mundo

10 de janeiro de 2015

Ana Marques Gastão: Não é o coração


Não é o coração
mas esta carne
em seu rumo.

Não é o coração
mas teu silêncio
de intenso furor

Não é o coração
mas as mãos
seu corpo, vazias

Na grave melodia
de um instante
tu e eu
em desiquílibrio
na infame
consistência
de um absoluto
obstáculo .


Ana Marques Gastão
Portugal (Lisboa) 1962
in Nocturnos
Editor: Gótica
photo by google
Enviar um comentário