Carta de apresentação


O SECRETO MILAGRE DA POESIA

Sentimo-nos bem com seu contacto.
Disertamos sobre as suas maravilhas.
Auscultamos pequenas portas do seu mistério
e chegamos a perder-nos com prazer
no remoínho do seu interior.
Apercebemo-nos das suas fragilidades e manipulações.
Da sua extrema leveza.
Do silêncio de sangue e da sua banalização.

Excerto

in Rosa do Mundo

13 de março de 2016

Cultura Celta: Aonde vais linda donzela?




«Aonde vais tu, linda donzela
Donzela branca da loira trança?»

«Eu vou à fonte, meu bom senhor.
Morangos do bosque dão às donzelas
A face rosada e olhos bonitos.»

«Que fazes tu se contigo eu for
Donzela branca da loira trança?»

«Faz como queiras, meu bom senhor.
Morangos do bosque dão às donzelas
A face rosada e olhos bonitos.»

«Se eu me deitar contigo no chão
Donzela branca da loira trança?»

«Eu me alevanto, meu bom senhor.
Morangos do bosque dão às donzelas
A face rosada e olhos bonitos.»

«E o pai quem será do teu menino
Donzela branca da loira trança?»

«O pai serás tu, meu bom senhor.
Morangos do bosque dão às donzelas
A face rosada e olhos bonitos.»



Cultura Celta
Séc. XVII
Trad. José Domingos Morais
in Rosa do Mundo – 2001 poemas para o futuro
Editor: Assirio & Alvim
photo by Google
Enviar um comentário